A moda do #DesafioSemMake e o dia que você se sentiu mais bonita

Não entendi muito bem por quê essa brincadeira tomou uma proporção tão grande. Na verdade, a quantidade de fotos saltando em nossa timeline acabou se banalizando com frases que desafiavam outras meninas como se aquilo fosse a coisa mais difícil do universo.
Ok, tem mulheres que trabalham com isso, precisam usar make o dia todo ou se sentem infinitamente melhor usando desses artifícios. Mas gente, não há nada de anormal em postar foto sem maquiagem. Eu sei que o desafio tinha exatamente esse objetivo, mas será que a reflexão vai pegar mesmo ou vai ser só mais uma moda passageira das redes sociais?
Ter olheira, imperfeições e cansaço é extremamente normal. Até quando vamos deixar de nos fotografar porque estamos “feias” sem maquiagem? E até quando só vamos publicar fotos em que estamos trabalhadas no carão, enquanto, o que realmente importa é o momento?
Quantas vezes a gente já não se pegou rindo de fotos antigas, de cabelos desgrenhados, de caretas e looks que nossas mães cismam em dizer que eram lindíssimos? Porque o engraçado da vida é isso! Como vamos nos divertir ao ver milhões de selfies esteticamente perfeitas, com make, photoshop e filtros, sempre pegando o nosso melhor ângulo?
As marcas, espinhas, dias em que a gente acorda correndo e não tem tempo nem de lavar o cabelo, fazem parte da nossa vida!
Dia desses, recebi um questionário em que, entre outras perguntas sobre beleza e autoestima, havia uma que me indagava: qual o dia em que você se sentiu mais bonita?
Eu fiquei pensando um tempão, e não me veio nenhuma data concreta. Os únicos momentos que eu conseguia me recordar, não eram bem aqueles em que eu estava toda arrumada (como na minha formatura ou em algum evento importante), mas sim aqueles em que colocava shorts e havaianas, prendia o cabelo num coque bem alto, e deixava o vento bater sobre a minha pele limpa.

Sim, essa sou eu, de olheiras na cara, cabelo preso, sobrancelha falhada e uma covinha irregular na bochecha direita. Quem convive comigo sabe que eu ando pra cima e pra baixo assim. E aprendi a gostar das minhas imperfeições.

Às vezes ficamos tão presos à padrões que acabamos não nos sentindo à vontade. Quem nunca deixou de pular um show inteiro pra não estragar o cabelo, ou ficou preocupada em ir no banheiro pra saber se não virou panda ou se o cílios ainda tava no lugar?
É fato que a maquiagem é uma alternativa pra aqueles dias em que queremos realçar algo, nos sentir mais bonitas ou, simplesmente, diferentes! Mas que não seja regra, seja liberdade!
O mais legal disso tudo, é que a gente possa brincar com todas essas possibilidades camaleônicas e, principalmente, nos aceitarmos do jeito que somos!

Então, lava o rosto, se olha no espelho, para de se preocupar com defeitos (isso todo mundo tem) e foca nos seus pontos positivos, mas olha com bons olhos, a gente costuma ser muito crítica com nós mesmas!
Afinal, quando foi que você se sentiu mais bonita?

 Acompanhe também:

Poderá também gostar de:

Deixe um comentário

1 Comentário em "Dazzle Mattify Collection: lancei um batom com meu nome!"

Notify of
avatar
Sort by:   newest | oldest | most voted
trackback

[…] Enfim! Esse terceiro mês a Clara fez mais uma viagem (dessa vez para o Rio de Janeiro). Participou de um SUPER evento com mais de 30 mil pessoas (e viu a mamãe lançar um batom com o seu nome). […]

wpDiscuz

A menina da Dieta Fashion. Adora inventar uma moda e falar sobre tudo que pega bem! Juizforana, vinte poucos anos, jornalista, empresária e apaixonada pela vida. Acredita no amor e ele está presente em tudo que faz. Como toda leonina, adora um desafio. Sonha voar por todo mundo e viver sempre aprendendo.