Diário (nada diário) de bordo – dicas para marinheiros de 1ª viagem em cruzeiros

Quem me acompanha nas redes sociais viu que essa semana foi de férias, sol e água fresca!

Ganhamos um cruzeiro da Hinode, uma empresa de cosméticos que já falei neste post aqui, e foi a primeira vez que passei tanto tempo em alto mar.
Confesso que tava morrendo de medo, pq sou daquelas que enjoa fácil com a maresia, e também não curtia muito a ideia de ficar “trancada” no meio do mar. Sempre curti viagens que eu pudesse passear e conhecer mil coisas diferentes em um único dia. 
Mas o cruzeiro me surpreendeu muito, a começar pela grandiosidade.

Nós fomos no MSC Preziosa, o maior cruzeiro que já viajou pelas costas brasileiras. São 18 andares e mais de seis mil, sim, SEIS MIL, pessoas a bordo. Parece uma cidade!
Então, a primeira dica é chegar cedo já para o embarque, o melhor jeito de evitar filas, pegar sua senha logo pra fazer o check-in e poder se situar dentro dessa cidade em alto mar e conhecer tudo que ela oferece o mais rápido possível.

Outra coisa que nos informaram e foi fundamental é levar uma muda de roupa na mala de mão, pois as bagagens muitas vezes demoram a chegar no quarto e assim você já vai aproveitando as coisas.
Como o cruzeiro é enorme, tem vários restaurantes e opções de lazer. Você tem que ficar de olho pra não perder os horários dos jantares e demais espetáculos. À noite, eles sempre dão um jornalzinho com a programação do dia seguinte.

Além disso, o restaurante principal, que funciona das 6h às 2h da manhã em sistema de self service, geralmente fica lotado. Então pra evitar tumulto e vuco vuco, a melhor opção é fazer as refeições nos restaurantes secundários, eles funcionam em horários específicos e oferecem sistema à la carte com menu super diferenciado.

Restaurante principal, Inca, durante a tarde.

As delícias gastronômicas dos restaurantes “secundários”, nesse caso, o L’Arabesque.

Quando nós chegamos à bordo, nos ofereceram pacotes com bebidas. Mas isso nem sempre é vantagem. Muitas pessoas não sabiam, mas no restaurante tem água, chá e café durante todo o dia. Então, dependendo da sua necessidade, vale mais a pena colocar crédito no seu cartão de embarque e ir usando quando precisar, já que as bebidas de forma geral tem um preço bem razoável, apesar de ser tudo em dólar.
Já o que não é nada razoável é o preço do Wi-Fi. Nada mais, nada menos, do que 27 dólares POR HORA! Quase cai pra trás quando a recepcionista me informou. Depois disso me desconectei do mundo virtual e prometi a mim mesma comprar um pacote decente de internet 3G da próxima. Se alguém descobrir um, por favor, me avisa!
Pra terminar, imagina quando, no auge do sol escaldante, todas as quase seis mil pessoas resolviam ir pra piscina? Como gosto de lugares tranquilos e silenciosos, ainda mais em se tratando de férias e descanso, eu sempre acordava bem cedinho, via o sol nascer e aproveitava as jacuzzis e piscinas só pra mim! Era super bom! 😉
Obs.: e sobre o enjoo, dá sim pra sentir o navio balançar, mas nada que um Dramin B6 não resolva. O problema é quando você chega em terra firme, deita na sua cama e ainda se sente em alto mar! rsrsrs
Acompanhe também:

Poderá também gostar de:

Deixe um comentário

2 Comentários em "Vlog: viagem para o Uruguai, roteiro, passeios e dicas"

Notify of
avatar
Sort by:   newest | oldest | most voted
Luana Mendes
Visitante

Uau, que lindeza!
Se eu já tinha vontade de conhecer o Uruguai antes, agora a vontade só aumentou! haha
Que delícia de lugares, é tão bom viajar, né? 😀

trackback

[…] a gastronomia e seus famosos vinhos. Então fui cheia de expectativa! Já falei um pouquinho sobre nosso roteiro nesse post aqui, agora é hora de falar sobre a comida (e […]

wpDiscuz

A menina da Dieta Fashion. Adora inventar uma moda e falar sobre tudo que pega bem! Juizforana, vinte poucos anos, jornalista, empresária e apaixonada pela vida. Acredita no amor e ele está presente em tudo que faz. Como toda leonina, adora um desafio. Sonha voar por todo mundo e viver sempre aprendendo.