Talita Scoralick » Blog da Talita

Especial casamento: escolhendo o vestido de noiva!

O vestido é uma das coisas que mais mexe com a cabeça de uma noiva, né?!

Meus vestidos de noiva 4
São várias dúvidas:

– Justo ou solto
– Leve ou armado
– Brilho ou discreto
– Salto ou rasteirinha
– Comprar, alugar ou mandar fazer

E muitas delas, dependem de vários fatores como o local onde será o casamento, a época do ano, o seu orçamento, etc. Além, é claro, do seu gosto pessoal, que é o mais importante!

Mas quando a gente marca a data, geralmente não sabemos nem por onde começar!

E são tantas opções!

Meus vestidos de noiva 2

Meus vestidos de noiva 3
Já havia feito no blog dois posts, contando e mostrando detalhes do meu vestido pro casamento religioso e o vestido do casamento no campo.

Mas resolvi gravar um vídeo falando mais um pouquinho da escolha dos meus vestidos – sim, tive DOIS mesmo! – e algumas dicas pras noivinhas de plantão!

Espero que gostem!

E me contem aí: já escolheram/estão escolhendo/pretendem escolher um vestido como?

assinatura

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Anônimooutubro 9, 2015 - 1:03 pm

Inquestionável, não tem como não passar por essas dúvidas, inseguranças e neuras.
Momento mágico e surreal.
Amei seu texto e a maneira racional e também lúdica do TEMA VESTIDO DE NOIVA.
Realmente, cada pessoa têm um gosto, um manequim , um local de seu gosto para celebração e comemoração de seu casamento e a lógica é adequar o modelo do vestido a essas séries de quesitos .
Ressalva, amei também seus vestidos. Excelente bom gosto. São lindos.
Beijos.

Nanna Amorimoutubro 9, 2015 - 1:33 pm

Amei as dicas e você tem uma forma de ”falar” que gostei muito. Os vestidos são lindos. Beijos

Luciana Rodriguesoutubro 10, 2015 - 12:52 am

Eu já experimentei alguns vestidos. haha. Foi uma emoção única! Só tenho medo porque eu sou muito indecisa e o risco de eu mandar fazer e não saber explicar o vestido do jeito que eu quero (se é que vou ter chegado no modelo final) vai ser difííícil. hahahaha. Mas vai dar tudo certo.

Isabel Vieira Coimbraoutubro 25, 2015 - 5:01 pm

Oi Talita!
Que lindos teus vestidos! Gosto muito do teu blog. Não acompanho muitos blogs, mas dos que olho com frequência o teu é o blog com o qual eu mais me identifico. Gosto muito do teu jeito “pé no chão” de trazer as coisas. Além dos teus gostos que são bem parecidos com os meus.
Comentei em umas duas publicações aqui, faz alguns vários meses. Comentei em uma sobre tua sapatilha e outra sobre a Anacapri. Falei que iria me casar no campo e também queria usar sapatilha, lembra?

Bom, se não lembrar, não tem problema.

Então, eu me casei faz uns 7 meses. No campo, com sol, vento, café colonial, amigos e um clima extraordinariamente gostoso.
Usei sapatilha. Fiz plaquinhas para os lencinhos e copiei a frase que tu usou (hehe). Fiz muitos DIY. Quase tudo foi DIY, me envolvi muito em cada detalhe, e envolvi o mundo inteiro junto (hahah)! Minha mãe tirou umas férias antes do casamento, minha dinda veio passar a semana do casamento com a gente e ninguém parou. As madrinhas tinham até tema pra casa! Envolvi o mundo mesmo. Queria que todo mundo fizesse parte. Queríamos que a festa fosse de todos. E, no fim, acho que conseguimos.

Ah, e o vestido, que era pra ser o tema deste comentário, também foi um ponto em que me envolvi bastante.
Uns dois anos antes do casamento vi uma foto no pinterest e me encantei. Nem tinha data pra casar, mas era exatamente o que eu queria, só precisaria de algumas adaptações porque era pra ser de dia, trocar os strass por pérolas e pronto. Tentei convencer minha mãe a fazer (ela não trabalha com isso, mas faz roupa pra gente desde que eu era criança) mas não fui bem sucedida, ainda bem (!), seria muita pressão. Procurei uma costureira e foi ótimo, ela conseguiu realizar melhor do que eu imaginava. Meu vestido ficou lindo, leve e confortável!
Mesmo que eu já tivesse uma ideia bem fixa do que eu queria, fui a algumas lojas para experimentar alguns modelos, queria inclusive experimentar coisas parecidas com o que eu estava querendo, para ter certeza de que ficaria bem no meu corpo. Mas tu acredita que quando via os vestidos achava tudo feio (as lojas de festa da minha cidade não são muito atualizadas) e não tinha vontade nenhuma de experimentar?! E no fim, não experimentei nada mesmo. O único vestido de noiva que vesti foi o meu! Ainda bem que minha intuição estava certa.
Durante o processo em que o vestido estava sendo feito, a cada visita ao atelier eu me fotografava e ia mostrando as fotos para as madrinhas (parte do meu plano de envolver a todos). Perguntava o que elas estavam achando e ouvi algumas respostas do tipo “tá muito simples, tu é a noiva!”, mas sabe que eu não liguei? Estava incrivelmente tão tranquila e certa da minha escolha… Acho que teu compartilhar no post “Noiva de rasteirinha” contribuiu para essa tranquilidade em respeitar a minha vontade (Obrigada!). Minha experiência com o vestido foi ótima, ainda que um tanto arriscada.

Um beijo pra ti. Obrigada por compartilhar teus bons momentos com a gente, e obrigada por querer ouvir (será que querias ouvir tanto? hehe).

Bel.

Ah, tenho fotos do vestido e decoração do casamento no pinterest, caso tenhas interesse. https://www.pinterest.com/isabelvieir/nosso-casamento-our-wedding-bel-e-ju/

talitaoutubro 26, 2015 - 4:24 pm

Isabel, sua linda! Que delícia ler esse depoimento!! Claro que lembro de você e sua história! Fiquei super feliz de saber que deu tudo certo e mais ainda ao ver as fotos! Seu casamento foi LINDO DEMAIS!!
Fiquei apaixonada, de verdade!!
Obrigada pelo carinho e por compartilha sua experiência comigo também!!

Seu email nunca será compartilhado. Campos requeridos *

*

*