Lua de mel no nordeste: passeios em Jericoacoara, uma vila supercharmosa!

Jericoacoara sempre foi um lugar que queria conhecer! Lembro de uma aula de geografia láá na quinta série quando aprendi que essa estava entre uma das dez praias mais bonitas do mundo. Depois que minhas irmãs foram, essa vontade só aumentou, já que elas voltaram com fotos lindas e falando super bem da vila.

Ela fica a quase quatro horas de Fortaleza. Quando se chega em Jijoca, deixa-se a estrada de asfalto e começa um verdadeiro rally (em 4×4 ou D20s, carinhosamente chamadas de pau de arara) por cerca de uma hora, num verdadeiro deserto de areia. Acho que esse isolamento e climinha de “aventura” pra chegar é uma das coisas que já surpreendem os turistas e deixam a viagem ainda especial.
Toda de areia, sem trânsito ou postes de iluminação, a vila de pescadores é definitivamente um charme. De dia, parece simples e calmo. À noite, todos os vários barzinhos se iluminam com velas e luzes coloridas em árvores e vozes e violões tocando MPBs delicinhas invadem o ambiente, deixando o clima super romântico.

Um dos primeiros passeios que fizemos foi a caminhada até a Pedra Furada, um dos cartões postais do lugar. Dá mais ou menos uma hora de caminhada, descendo pelas pedras até chegar à praia.

No dia seguinte, pegamos um passeio em direção ao oeste. Você paga em média R$50,00 por pessoa para o buggeiro que te guia pelo litoral, passando pelo braço de mar (o delta do guriu) onde tem um barquinho de madeira para ver cavalos marinhos. Depois, o buggy atravessa o delta numa balsa, passa pelo mangue seco, que tem uma vista linda e super diferente com as raízes das plantas todas expostas, até chegar na Velha e Nova Tatajuba (aí dá pra ver a força das dunas móveis, que soterraram a antiga vila e as dunas fixas, que começam a formar esculturas de pedra no local).

Lá, há também a Duna do Funil com mais de 80 metros, onde a galera descia de esquibunda e caia numa lagoa. Mas a falta de chuvas fez a lagoa secar e, dar de cara na areia, não despertou muito a minha vontade. Por fim, fomos pra Lagoa Torta, onde há redes e mesinhas pra lanchar com os pés na água!

Do lado leste, no dia seguinte, seguimos em direção à Lagoa do Paraíso, passando pela Árvore da Preguiça, outro cartão postal da cidade, pelos seus 4 metros de extensão, deitada na areia por conta dos fortes ventos.

A lagoa é realmente um paraíso, água cristalina, jangadas e redes pra passar o dia inteiro no sossego.

Nesse dia ainda fomos à Duna do Por-do-sol. Programa imperdível pra todo mundo que vai a Jeri (todos os dias, sobe uma multidão pra lá e a galera bate palma quando o sol se põe, é super bacana – tirando o vento forte!)

Algumas observações:
1 – Fomos na época que mais venta: de outubro a dezembro. E, dependendo de onde estiver, a força do vento é quase insuportável, além de deixar a água mais turva e, consequentemente, não tão bonita. Dizem que a melhor época para visitar é no inverno (março a setembro), que eles chamam de verão. É quando não há chuvas e ventos.
2 – Andar por Jeri é sempre uma aventura. Às vezes o carro atola nas dunas de areia e os moços precisam descer pra empurrar.
3 – Na Lagoa Torta pedimos o cardápio e eles trouxeram uma bandeja cheia de peixes recém pescados pra gente escolher!
4 – Ficamos no hotel Onda Blue, que é super charmoso, inspirado nas construções de Santorini, na Grécia. Tivemos ótimas referências também da Pousada do Maurício, que minhas irmãs ficaram, e é bem no centro da vila!
5 – As coisas na vila e região são bem em conta, inclusive as diárias. A água de coco chega a custar R$1,00! Vale super a pena!

Acompanhe também:
Facebook Twitter | Instagram

Poderá também gostar de:

Deixe um comentário

6 Comentários em "Especial Casamento: nossa First Dance!"

Notify of
avatar
Sort by:   newest | oldest | most voted
Leyzeane Marques
Visitante

Muito…muito amor em cada gesto!❤️

Maria Aparecida Scoralick
Visitante

Momentos marcantes e emocionantes.
Presenciar a concretização de um sonho de amor, NÃO TÊM PREÇO.
O dia a dia, a correria e o planejamento de cada detalhe e principalmente na idealização, formatação das idéias e ver isso surgindo e tomando forma foi uma sensação indescritível.
Para uma mãe, ver o sorriso e a felicidade de um filho e sentir que de alguma forma poder ter contribuído para isso, foi GRATIFICANTE.
Que “Papai do Céu” lhes conceda muitas felicidades e alegrias na trajetória de vocês.
Ficou muito lindo o First Dance de vocês.
AMEI.

Kle
Visitante
Lulu Luci
Visitante

Oi Talita,
Que emocionante acompanhar essas fotos do seu casamento.
big beijos
http://www.luluonthesky.com

Isabel Vieira Coimbra
Visitante

Talita, acabei de comentar (foi quase um post) no teu especial vestido de noiva!

Lindos vocês!

Tássia Picoli
Visitante

Foi lindo!

wpDiscuz

A menina da Dieta Fashion. Adora inventar uma moda e falar sobre tudo que pega bem! Juizforana, vinte poucos anos, jornalista, empresária e apaixonada pela vida. Acredita no amor e ele está presente em tudo que faz. Como toda leonina, adora um desafio. Sonha voar por todo mundo e viver sempre aprendendo.