O que vi nos cinemas

Sempre gostei de programas de tv, novelas e filmes então, uma paixão à parte. Durante esse ano, ir ao cinema foi uma das coisas que mais dediquei tempo nas horas vagas. E isso se deve à várias razões, entre elas adorar boas histórias, belas imagens, gostar de programinhas lights e namorar. Por isso, assistir filmes se tornou um dos nossos maiores passatempos.
Durante todo o ano, procurei anotar todos os longas que assisti, justamente para chegar neste momento, e poder elencar os que considerei os melhores. Porém, esse hábito foi se perdendo ao longo do ano, e agora só me resta a memória. Por isso, perdoe-me se eu deixar algum filme muito bom esquecido e ignore também meu julgamento muitas vezes baseado em razões pouco especiazadas. O que está em conta aqui é a minha opinião, que sempre acaba um pouco [muito] restrita aos filmes de comédia, romance, drama e ação. Sim, suspense e terror não estão entre as minhas opções. Explicações à parte, vamos lá:

Sem sombra de dúvidas, um dos melhores filmes que assisti neste ano, e talvez até na década foi O Palhaço. Filme nacional que vem reforçar a boa safra de longas no Brasil. Uma sensibilidade sem igual e ótima fotografia, brincando com sentidos, imagens e cores. Uma ótima produção. Outro grande destaque brasileiro foi Lixo Extraordinário. Também de uma sensibilidade sem igual, retrata um codidiano tão cheio de sujeira e pobresa de uma forma tão nobre e bela.Indo para a comédia, De pernas pro ar me arrancou bastante risadas, assim como Muita Calma nessa hora.

Na categoria hollywoodianos O cisne negro foi o grande sucesso, sem dúvida. Além de ter como pano de fundo o balé, uma grande paixão, e retratar um grande clássico da dança, tem um enrredo super amarrado, compondo um triller irresistível, que te surpreende até o fim. Sem Limites também foi um grande filme. Além dos efeitos super bacanas, uma história também super bacana sobre essa vontade cada vez mais intríseca aos seres modernos de quererem ser sempre mais e fazer o tempo cada vez mais seu escravo.

Sugiro ainda os chamados “mela cuecas”, mas que eu adoro, Meia Noite em Paris, Água para elefantes e Toda forma de amor.

Isso sem contar toda a lista de continuações e remakes como Harry Poter, Transformes, Piratas do Caribe, a saga Crepúsculo, Os Smurfs, O Rei Leão, entre tantos outros.

Para finalizar, neste endereço tem um vídeo incrível com a montagem de vários filmes de 2011. Vale muito à pena assistir e ficar com gostinho de quero mais!

Poderá também gostar de:

Deixe um comentário

11 Comentários em "Livro: Eu compro, sim! Mas a culpa é dos Hormônios"

Notify of
avatar
Sort by:   newest | oldest | most voted
Renata Moreira
Visitante

Preciso ler esse livro urgentemente, rsrsr

Camila Kellen
Visitante

Que coisa louca essa do supermercado,adorei \o
E ó, 1 centavo faz toda diferença. Tem que ser 14,99
http://www.iamcamilakellen.blogspot.com

Carol Garcia
Visitante

Adorei a indicação literaria Talita. Esses livros de ajuda e tal, de conscientização, parecem bem legais, e quero muito começar a ler livros assim. Quem sabe esse nao seja o primeiro!

Beijao

http://jeitodemulhereolhardemenina.blogspot.com.br/

Lu
Visitante

Que blog mais lindo flor! Adorei!

Carol Corrales
Visitante

Nossa que blog divo Talita, parabéns conquistou uma nova segudora. Adorei o post, pois eu com 16 anos os hormônios de fazer compras estão a mil tudo quero comprar e infelizmente não é tudo que podemos. Adorei mesmo vai me fazer refletir mais na hora de comprar! Beijos muito mais sucesso pra ti!

Pedro Camargo
Visitante

Talita, muito obrigado pela sua recomendação do meu livro. Fico feliz que tenha gostado e que tenha lhe despertado o controle de seus impulsos. Quero dizer que foi uma honra para mim estar no seu blog. Um enorme abraço. Pedro Camargo

Pedro Camargo
Visitante

Talita, muito obrigado pela sua recomendação do meu livro. Fico feliz que tenha gostado e que tenha lhe despertado o controle de seus impulsos. Quero dizer que foi uma honra para mim estar no seu blog. Um enorme abraço. Pedro Camargo

Pedro Camargo
Visitante

Talita, muito obrigado pela sua recomendação do meu livro. Fico feliz que tenha gostado e que tenha lhe despertado o controle de seus impulsos. Quero dizer que foi uma honra para mim estar no seu blog. Um enorme abraço. Pedro Camargo

Nazario de Souza
Visitante

O Pedro Camargo é mestre, ainda vou conhecer esse gênio!!

Anônimo
Visitante

Gostei demais de seu texto.
O modo como você fala de compras, impulso e né
e necessidades reais e imaginárias na aquisição de objetos e roupas me fez parar e analisar a real
o real valor (custo/benefício) da aquisição. Quanto ao livro, pelo que escreveu, achei uma excelente aquisição. Beijos.

trackback

[…] bem grande. São vários os fatores que influenciam essas compras e já falei sobre alguns deles nesse post aqui, sobre o livro “Eu compro sim, a culpa é dos […]

wpDiscuz

A menina da Dieta Fashion. Adora inventar uma moda e falar sobre tudo que pega bem! Juizforana, vinte poucos anos, jornalista, empresária e apaixonada pela vida. Acredita no amor e ele está presente em tudo que faz. Como toda leonina, adora um desafio. Sonha voar por todo mundo e viver sempre aprendendo.